Unidades Operacionais - Estrutura

 O CP é o escalão intermediário de comando responsável pela coordenação das atividades operacionais  em  determinada  região, abrangendo BPM, CIPM e atividades de policiamento especializado. O CP constitui-se de um Comandante, um Subcomandante; um Estado Maior, e um Pelotão de Comando e Serviços - PCS. No Tocantins a função é distribuída entre o CPC – Comando do Policiamento da Capital e o CPI – Comando do Policiamento do Interior.

 O CPC – Comando de Policiamento da Capital é o órgão de execução que coordena as ações operacionais da Polícia Militar desenvolvidas na Capital e em municípios vizinhos, através das seguintes unidades: 1º BPM e 6º BPM (Palmas); 5º BPM (Porto Nacional); 8º BPM (Paraíso) e 6ª CIPM (Miracema). O CPC atualmente é comandado pelo coronel Messias Lopes da Conceição Júnior.

 O CPI – Comando de Policiamento do Interior agrega as unidades localizadas nas demais cidades do interior do Estado, que sediam Batalhões e Companhias independentes, como Araguaína (2º BPM); Pedro Afonso (3º BPM); Gurupi (4º BPM); Guaraí (7º BPM); Arraias (1ª CIPM); Dianópolis (2ª CIPM); Colinas do Tocantins (3ª CIPM); Araguatins (4ª CIPM) e Tocantinópolis (5ª CIPM). O atual comandante do CPI é o Coronel Abelardo Bezerra Neto.

Presente em todos os municípios e Distritos do Estado, a Polícia Militar do Tocantins conta atualmente com oito Batalhões (BPMs), seis Companhias Independentes (CIPMs), 09 Companhias Destacadas, 34 Pelotões Destacados, 109 Destacamentos e 13 Sub-Destacamentos, que funcionam dentro da estrutura operacional do CPC- Comando do Policiamento da Capital e CPI– Comando do Policiamento do Interior, ambos respectivamente sediados no QCG– Quartel do Comando Geral, em Palmas-TO.

Clique aqui e acesse :