Notícias

Polícia Militar realiza cerca de 700 visitas cidadãs e solidárias em 2017 em decorrência de atividades de polícia comunitária em Palmas

10/01/2018 - Lara Tavares / Governo do Tocantins (revisão)


A Polícia Militar, através do Comando do Policiamento da Capital (CPC), realizou um balanço das ações de Polícia Comunitária efetuadas em Palmas, no ano de 2017, que com a implantação das Redes Comunitárias de Segurança (RCS), teve suas ações ampliadas e, ao final do ano, trouxeram resultados favoráveis à continuidade da política pública preventiva de segurança.

Por meio da visita cidadã e solidária, a PM registrou quase 700 visitas e monitoramentos na capital, sendo que 504 foram Plano Diretor e 177 na região de Taquaralto e Aurenys.  Conforme prevê o Procedimento Operacional Padrão (POP) da corporação, a visita cidadã consiste na visita de policiais militares a residências e estabelecimentos comerciais, a fim de entender a realidade e necessidade de cada localidade, com vistas em integrar de maneira proativa na vida social da comunidade, instigando a sociedade na busca de seus anseios.

Já a visita solidária decorre do atendimento policial, pós-ocorrência, à pessoa vítima de ação delituosa. Parte do princípio de que os envolvidos se sintam integrantes de uma mesma comunidade, seja policial, seja cidadão; trazendo uma relação de interdependência, mas com autonomia de ações. Inclui a responsabilidade da segurança pública junto à sociedade e o beneficiamento em torno desta manutenção, por parte de ambos.

Dentre as inúmeras visitas realizadas, os relatos dos atendidos são sempre nas seguintes vertentes: sentem-se priorizados pela segurança pública, inseridos no diálogo entre a PM e a comunidade, bem como instigados a participar da segurança pública, a partir das RCS – Redes Comunitárias de Segurança.

Para o comandante do CPC, coronel Cláudio Thomaz, as ações de Polícia Comunitária são metas prioritárias na gestão, que além de atender a capital, também foram ampliadas em 2017, para as cidades de Paraíso, Porto Nacional e Miracema, cidades pertencentes ao Comando de Policiamento da Capital.

Dentre as ações positivas decorrentes das atividades da Rede Comunitária de Segurança, a PM recuperou objetos furtados em uma residência de Luzimangues, na qual o morador de um setor do distrito de Luzimangues teve vários bens da sua casa furtados, após um indivíduo entrar no local em sua ausência e, utilizando-se de um caminhão de frete, para praticar o crime. Munida de informações repassadas por uma cidadã em um grupo de WhatsApp monitorado, a equipe da Rede Comunitária de Segurança (RCS) da Polícia Militar conseguiu localizar os objetos e devolveu-os ao proprietário. 

 

Compartilhe esta notícia